Coisas básicas se tornam difíceis...

   Zeno Camera do 10th grade A e Bernardo Feinstein do 11th grade A sofreram acidentes na escola: Zeno estava jogando futebol e ao correr, rompeu um ligamento no joelho. Bernardo também se machucou jogando futebol. Quando a bola bateu em seu pé, ele o torceu e teve uma distensão de tendão.

Bernardo Feinstein, Sofia Beraldo e Zeno Camera

   Nós percebemos que estava difícil para eles se locomoverem pela escola, já que estão machucados, e decidimos perguntar o que mais os estava atrapalhando. Eles reponderam que é difícil caminhar na entrada da escola e na entrada da Biblioteca, pois nesses lugares têm escadas. Além disso outros lugares são desconfortavéis como as mesas do refeitório que têm pouco espaço e o chão da vila, que é irregular. Eles também disseram que a porta do elevador é pequena e que cadeiras de rodas não passam. O elevador também poderia ser mais rápido porque demora bastante para subir.

   Disseram também algumas coisas que ficaram mais difíceis no dia a dia deles, como: entrar em carros e ônibus, deitar na cama para dormir, tomar banho e subir ou descer escadas. Eles disseram que as coisas mais básicas, que você facilmente faz, agora são as mais difíceis de fazer. Nós acreditamos que qualquer lugar tem que ser preparado para todas as pessoas e, principalmente, para as deficientes ou com dificuldade de locomoção.

By: Sofia Beraldo (´23)